terça-feira, junho 14, 2016

"As ruas frias da solidão"


A temporada mais fria do ano está chegando, e neste ano o inverno mal começou e as temperaturas já chegaram ao 0 grau em algumas regiões da capital paulista e também, em alguns estados brasileiros. As pessoas se acobertam da cabeça aos pés, com casacos, blusas, lãs, cachecóis, toucas,luvas, meias, tudo para se aquecer e se proteger do frio intenso do finalzinho do outono.

Todavia, há quem nem uma blusa tem, talvez no máximo um papelão e uma coberta velha, para não deitar nas ruas gélidas das cidades e se escudar do sereno frio e cortante. 

Sim, estou falando dos moradores de rua!

Nós podemos até reclamar do frio e tudo mais, porém depois um dia inteiro na rua, voltamos às nossas casas, tomamos um banho quente, nos cobrimos com mantas e cobertas, e nos protegemos. Mas, quem mora na rua tem de enfrentar essas baixas temperaturas e muitas vezes sozinhas, andarilhando pela cidade fria e deserta, buscando um lugar "confortável" para passar a noite.

Foto por: SP Invisível
O governo, pouco importa com essas pessoas, que podem não ter casas, mas são humanos e merecem um pouco de calor, mesmo que seja apenas um edredom ou um sapato velho, para esquentar seus corpos durante a noite. No entanto, eles continuam suas andanças pela capital em busca de um abrigamento, porém muitos morrem nas calçadas por causa destas condições climáticas e da falta de agasalho, e claro junto a seus melhores e fiéis amigos, os cães.

A sociedade finge que se importa, o governo, nem os enxerga, pois para eles esses indivíduos são meros indigentes, sem significado e ficam atoa "emporcalhando a cidade". Mas, na verdade eles são vítimas de um sistema hipócrita que visa apenas o lado dos que tem posse de algo, e renegam os que não tem, ignorando-os como se fossem nada, diante aos 'nadas' que se acham 'tudo'.

Vamos por a mão na consciência e ser mais humano, pensar realmente no próximo e acreditar nos semelhantes, pois não é o dinheiro que faz uma pessoa melhor, mas sua atitude bondade e caráter, porém sem holofotes e falações, pois doações dadas secretamente são mais verdadeiras, do que aquela espalhada aos quatro ventos, apenas para ganhar bajulação e falso carisma, diante aos demais. Olhando mais para a comunidade com verdade, e não apenas por vaidade.

Visando nisso, o Salão do Chá está acolhendo emergencialmente moradores de rua, mas eles precisam de doações de higiene pessoal, alimentos, cobertores e roupas, para ajudar aqueles que mais precisam e sofrem com essa fríaca que nos congela toda noite.


As doações poderão ser entregues no Largo São Francisco, 133, São Paulo - SP, na portaria do nosso Convento. Além do mais, também poderão ser feitas por meio de depósito bancário:

Banco Santander
Associação Franciscana de Solidariedade
CNPJ: 11.861.086/0001-63
Agência: 0331 
Conta Corrente: 13003201-5


SERVIÇO

Doação aos desabrigados
Local: Convento São Francisco
End: Largo São Francisco, 133, Centro/ SP.

Outra boa ação para aquecer àqueles que estão das ruas da cidade, vem da fanpage SP Invisível, que está com uma campanha para arrecadar dinheiro para comprar cobertores e doar aos moradores de rua neste inverno. Para saber mais sobre o projeto acesse, o site do projeto ou a página do movimento.


Nenhum comentário:

Se não sabe, joga ai embaixo;