domingo, abril 17, 2016

"Um impeachment chamado golpe"


O dia 17 de Abril de 2016 entrará para a história do Brasil como o dia em que os corruptos julgaram a corrupção, se fazendo de vítimas e discriminando a opinião dos pensantes de formadores de opinião contrária.

O dia em que o Brasil teve um retrocesso em sua constituição, um golpe à Republica foi embasada pela grande mídia, que assim como muitos parlamentares, usarem do dinheiro público e benefícios a seus diretores, e hoje alienam a massa, acreditando fazer mudanças na política nacional. 

Oposições e favoráveis foram ao congresso para decidir sobre a Republica brasileira, pessoas às ruas gritam pelo impeachment e também, pelo "não golpe", dividindo o país sem opiniões formadas e um embasamento histórico e noções de seus argumentos. Palavras ditas para ofender os contraditórios, mas mesmo assim dizem fazer uma democracia falsa e midiática, que visa um duelo de poder e não em preocupação com o povo, que é dividido e alienado. 

Ok, o governo não tem sido o melhor para o Brasil, afinal crises políticas e financeiras escancaradas, escândalos com estatais, gastos desenfreados com dinheiro publico, entre outros casos que só retrocessam e agride a nação brasileira. 

Mas, o que eles querem é tirar o governo por algo que fútil e banal sem provas plausíveis contra tal acusação e sim, por rincha de dominância e conjuntura, já que os próprios que são favoráveis ao impeachment não fazem nem 1% do que julga, uma falsidade ofertada pelo ódio e uma disputa inoportuna pelo poder e o status, ao invés aspirar por melhorias e avanços verídicos para o Brasil.

Nenhum comentário:

Se não sabe, joga ai embaixo;