quinta-feira, dezembro 17, 2015

Não a partido político, sim ao Brasil


Nesta terça-feira (16), um grupo de fãs da Dilma, saíram as ruas para prostestar a favor à presidenta. Sabe como é, todo fã defende seu ídolo com toda garra, até o fim.

Assim como domingo, dia 13, em que eles protestavam contra ao partido da presidente, que a grande mídia dizia ter mais de 100 mil, a de terça, também deram aquela aumentadinha básica. Porém o que se via na Avenida Paulista, eram alguns militantes, para falar outra coisa e gerar conflito entre os partidos e acabar gerando uma guerra civil, mas sim só via ocupando era nas extremidades do vão do MASP, apenas, pois os demais lado da avenida, estava com seu fluxo normal do dia a dia.


Mas pensa comigo, não queremos derrubar a Dilma, como os partidários contra a chapa dela diz e nem deixá-la no poder, o que queremos é uma reforma política, mas sem PT, PSDB, PQP, e claro o partido 'maria vai com as outras', o PMDB. O que queremos é um país justo, honesto, em que o povo possa se sentir livre para usufruir do que lhe convem, sem ter que pagar uma nota no final.
 
Queremos mais investimento, mas de verdade e não só na propaganda, na saúde, educação e nas necessidades básicas para uma pessoa viver bem, apenas isso. Será que é pedir muito, uma reforma política digna e honesta?
 
Uma política clara e objetiva, em que os políticos façam pela sociedade e não por seu bem estar e de seus familiares, chega dessa patifaria política e vamos nos unir para fazermos uma reforma política de verdade já e não sair sujo, para entrar o mal lavado, ai não dá né, porque não vai mudar em nada, só vai continuar a corrupção de algum empresa do governal nacional.
 
Por Priscila Visconti
Texto escrito às 9:27pm

Nenhum comentário:

Se não sabe, joga ai embaixo;