quarta-feira, dezembro 16, 2015

[Diário de Bordo de uma BSfan] O dia mais incrível da minha vida


 
O que falar do show dos Backstreet Boys aqui no Brasil, mas especificamente em São Paulo?

O dia 12 de junho, vai ficar marcado na história de qualquer Backstreet Fan, como o melhor dia dos namorados, pois não teve mais mágico do que passar essa data com o primeiro amor na vida de muitas garotas que marcaram presença no show.

Nesse dia chovia muito, mas nada nos impediu de ir ao show, afinal essa é a turnê que marca a volta do Kevão à banda, pois a última vez que ele veio ao nosso país, a maioria dos meninas eram virgens e mal sabiam o quão eles conseguem exitar sem encostar um dedo em você, apenas aparecendo e cantando com suas vozes doces, angelicais e seus gingados que não tem mulher alguma que resiste aos BSB.
 
Assim que as luzes se apagaram, acendeu o telão no fundo do palco, a euforia tomou conta, eram gritos, choros e emoções em uma só harmonia, pois os Backstreet Boys estavam lá e nossos sonhos e promessas de que eles voltariam, estava se tornando realidade.
 
O AJ apesar de estar um pouco puritano, mas nem tanto, afinal Alexasander James McLean, só faz cara de anjo, porque ali é um dos mais abusado e sedutor, pois ele não é puro nem na orelha... hehe. Mas aqui em São Paulo, o Jay se mostrou um fofo, mas sem perder seu jeito atirado de ser, o Brian, o meu favorito e sempre fofo, se interagia toda hora com todos presentes, isso posso confirmar, porque ele mexeu comigo e com minha irmã, graças as meninas que estavam perto da gente, ele acenou e fez umas gracinhas para gente, afinal Brian sem palhaçada, não é Brian Littrell.
 
O que dizer do eterno bebê da banda, PUTA QUE PARIU, o Nick realmente mostrou sua maturidade e de que agora ele não é só o bebêzinho que não sabe nem falar direito, que confundi as palavras e usa tigelinha, nos seus 14 anos, ele mostrou bastante sexy, exitando à todas presentes, mas sem deixar de lado seu lado criança de ser, principalmente quando estava ao lado do Brian, apesar esses dois juntos continua causando doideira total.
 
O Howie, dançou, encantou e fez 'shake bunda' para gente, cantando lindamente e mostrando seus agudos, que só ele só sabe fazer, quem não ligava muito para o eterno Sweet D., agora passou a achar ele um encanto, pois começou a vê-lo com bons olhose que vai fácil nele, basta ele fazer seu shake bunda ou então ficar olhando com seus enormes olhos latinos.
 
O que dizer da pessoa que causou todo esse reboliço, gerando oito apresentações no Brasil e três só em São Paulo? Pois bem, Kevin é um cavalheiro, sempre agradecendo à presença de todos e claro, ele é tudo aquilo mesmo.
 
Minha irmã e eu, ficamos lá na frentona, e quando o Kev ficava na nossa frente, não tínhamos reação de nada, e ficamos paralisada com tanta beleza, charme e educação. A hipnotização pelo Kev, gerou até um bordão no meio do show, que estavamos tão paralisada, que só conseguimos falar, "Kevin, que pé!", então as mentes insanas, já pensaram em besteira, pois se o pé era daquele tamanho, imagina o resto... kkk Mas realmente, o Kevin é lindo mesmo e hipnotiza a qualquer pessoa.
 
Mas sentimos como se aquele fosse nosso primeiro show, aos 16 anos, voltamos a ser adolescentes, em que viviamos 24 horas só para os Backstreet, foi um dia mágico, épico e surreal, que se fechar os olhos, ainda vemos o show todo em nossa memória.
 
 
Aliás, aquele final de semana de junho, foi épico, que a voz só foi voltar depois de quatro dias depois do show, pois o sábado também foi maravilhoso, quando já pensavamos que não iramos ver nenhum BSB, desde surge subindo a Alamenda Jaú, o loirão do Nick Carter, isso foi master, tremiamos igual vara verde.
 
Depois no domingo, para nos despedirmos dos boys, compramos uma pista comum, e para variar, pegamos grade novamente e quem mexe com a gente lá na pista comum, sim o mesmo que mexeu com a gente lá na premium na sexta-feira, dia 12, Brian Thomas Littrell, não nos guentavámos de felicidade, que na verdade, só fomos perceber, depois que vimos o vídeo que gravamos, pois está mega claro que era com a gente, pois o Bri aponta diretamente para quem... Para nós, isso foi para lacrar nosso final de semana Backstreet.
 
 
Por isso que tenho orgulho de ser fã a 18 anos da melhor banda de todos os tempos, pois eles sim sabem tratar os fãs como gostamos de ser tratados, os BSB são anjos que proporciona alegria, amor, paz e felicidade, tenho orgulho de fazer parte da geração Backstreet e ser uma recruta do BSB Army, pois eles são os Backstreet Boys e sempre serão eternos para todos os fãs que acompanham a carreira desses meninos de ouro.
 
 
Para quem dizia que eles estavam na pior, fazer oito show aqui no Brasil, foi para arrasar e mostrar que eles não são só uma bandinha de meninos bonitinhos, mas sim, que eles são BSBoys e marcaram e marcam a vida de muita gente.
 
Agora vamos recomeçar a juntar dinheiro, pois assim como o AJ e o Brian falaram no show, de que na próxima turnê eles voltarão para o Brasil, e aqui vamos nós a nosso quinto show da banda mais 'phodástica' e incrível do universo.
 
Obrigada aos Backstreet Boys e até a próxima turnê, mas com 'upgrade' duplo para o gold, pois na próxima, será a minha vez de ter minha foto com eles, afinal já está mais que na hora disso acontecer.

 
 
BSBeijos
Texto escrito dia 18/06/2015 às 9:30 pm

Um comentário:

Debora Loureiro disse...

De fato dia 12 foi mágico mesmo. Só de pensar,me da mais orgulho de ser uma Backstreet arm. Dia 13 foi épico mesmo. Ver o Nick ali na alameda Jau não teve preço. Foi incrível 😍.

Se não sabe, joga ai embaixo;