segunda-feira, agosto 24, 2015

Ruas livres e para todos!


O Brasil vive a maior separação social de todos os tempos - durante essas três décadas da minha vida -, sendo que todas as pessoas querem apenas um único objetivo, paz e solidariedade, porém o que só vimos é intolerância e ignorância, de gente que só visa seus próprias ideais e esquecem de que as cidades e o país ão de todos sem restrições, afinal somos todos cidadãos.

As ciclofaixas em São Paulo tem sido um carma pesado de todos aqueles que se dizem "contra o PT", mas não apenas porque não são viáveis ou úteis, mas por rincha partidária e egoísmo próprio, para termos uma cidade para todos.

As ruas não são apenas para carros e motoristas apressados, estressados e "ocupados", que passam por cima dos pedestres e ironizam aqueles que estão nos transportes público, alegando que o transporte privado é necessário para o desenvolvimento social.

Mas, que desenvolvimento é esse, que visa o individualismo e menospreza quem está nos coletivos?
Muita gente é atropelada diariamente por carros e veículos particulares, mas apenas as bicicletas ganham veiculação na grande mídia, criminalizando as faixas destinada à elas e aqueles que a dirigem.

As cidades estão parando, e as promoções de carros continuam em plena ebulição, enquanto pedestres perdem espaços por andarem nas ruas, já que a prioridade são os motoristas, que ironizam a população que não está trancafiada dentro de seus veículos.

Todavia, ironias a parte, mas seu carro não te faz melhor do que ninguém, apenas mais estúpido em desrespeitar a população que só quer uma cidade livre para ir e vir, e não apenas para quem está sobre quatro rodas.

Não vou ser hipócrita, dizendo que o carro é totalmente inútil, mas temos que usar com consciência e aprender a conviver em comunidade, de que as ruas são para todos e não apenas a uma minoria, utilizar e cobrar mais transportes público para a população, ao invés de mais vias para carros e ficar brigando por confrontos partidários que não levaram a lugar algum. Assim, os governantes se preocupariam em focar seus projetos para a mobilidade urbana, dando cultura e lazer, onde só há concreto e poluição.

Por isso, respeite o próximo antes de querer reivindicar para si, observe, nem todos que são discriminados querem o mal para a humanidade, enquanto aos que você bajula, apenas olham seus próprios umbigos e ludibriam a massa, para ganhar seguidores.

Nenhum comentário:

Se não sabe, joga ai embaixo;