segunda-feira, julho 27, 2015

Quando chega aos 30...


Quando você tem 10 anos, não vê a hora de fazer 16, aos 17, você quer ter 18 logo. Quando tem 18, você quer chegar logo aos 25, e finalmente quando chega aos 25, quer ter logo 30. 

Mas, quando chega aos 30, vê que a vida passou rápido demais e você se preocupou tanto em querer que tempo passasse velozmente, enquanto apenas viveu para os outros e nunca para você. Namoros frustrados, cursos inacabados, empregos apenas para sustentar o imediato, enquanto a vida passava e você nem se importava.

Quando chega aos 30, a maturidade bate a sua porta, e você não se importa em ficar por ficar, sair por sair e tampouco, gastar por gastar, quer curtir o momento, aproveitar cada gozo de sua existência, não se importando em admirar o pôr do sol sozinha, assim como acordar ou ir dormir, usufrui mais e a cada instante que tem consigo.

Você fica mais seletiva, e aproveita sua solteirice ao invés de estar com alguém apenas para mudar o "status na rede social" com medo do que os outros vão achar se você não tiver alguém naquele momento, pois sua liberdade e amor próprio valem mais do que qualquer casinho incompreendido. Assim como suas amizades, apesar dos círculos nas redes sociais aumentarem, na vida real eles são cada vez menores, podendo contar em apenas uma mão quem são os verdadeiros que sempre estão ao seu lado.

Os dias já não são tão tranquilos, e as férias nem tão longas, assim como o dinheiro, que nunca chega ao final do mês. Mas, em compensação você desfruta mais daquela vida - de adulto - que está apenas começando, apesar de você não ser mais uma adolescente rebelde/ apaixonada, mas seus sonhos continuam os mesmos, apenas a rotina que muda, mostrando que o mundo não são flores e que apesar das pessoas não afirmarem, mas a aparência, a grana e seu carro, contam mais do que sua verdadeira essência. Porém, o seu jeans surrado e seu velho All Stars ainda continuam na labuta, mostrando ao mundo que o tempo se antecipa para todos, mas sua autenticidade é única e intransferível. 

Todavia, agora chegou a hora de viver, pois três décadas de nossa vida já se passou, e tantas outras ainda estão por vir, com novos amores, novos projetos, transições e amizades, momentos que ainda viveremos que apenas se aproveitarmos ápice dela, iremos subsistir de verdade. 

xoxo

Nenhum comentário:

Se não sabe, joga ai embaixo;