sexta-feira, julho 03, 2015

A culpa é mesmo da matemática?


O que já era explicito na educação atual do Brasil, foi divulgado nesta quinta-feira (2), pelo movimento "Todos Pela Educação", em relação sobre a maioria dos estudantes saírem da escola sem saber matemática. 

Os piores estados estão na região norte, sendo eles Roraima em primeiro, com 2,7%, Maranhão com 2,8% e no Amazonas, 2,9%, segundo dados no Sistema de Avaliação da Educação o Básica referentes a 2013, do Ministério da Educação. Todavia, o restante do país não fica atrás, já que a média nacional não chega nem a metade na absorção da matéria ao término do Ensino Médio.

Mas, por que essa falta de interesse dos alunos na matéria, se quando vão à faculdade muitos prestam cursos onde a matemática é tão importante quão o português?

Talvez, esse desinteresse seja por causa do conteúdo aplicado em aulas em relação ao cotidiano habitual dos alunos, e os professores ficam confusos na inserção da matéria, já que se nem o português muitos entendem. Além do mais, os professores não tem discernimento em desenvolver outras técnicas para destinar o conteúdo a ser ofertado de uma forma diferente e dinâmica, fazendo com que as aulas se tornem mais ágeis e didática, e não mecânica como acontece na maioria das classes de matemática.

Todavia, para que os professores sentem mais prazer em se entregar nas salas de aula, o governo tem que olhar para ele como alguém que pode mudar a visão do mundo, criando não apenas bons profissionais em cálculos, mas pessoas para construir uma perspectiva melhor para a humanidade, com investimento em suas carreiras e idealizando um plano de ascensão que seja plausível para a real educação no país. 

Afinal, todo professor adoraria se especializar, mas ganhando esmolas com salários às vezes não da nem para comer!


Nenhum comentário:

Se não sabe, joga ai embaixo;