terça-feira, junho 16, 2015

Um fim de semana épico com os Backstreet Boys no Brasil

Foto por: Patrícia Visconti
Em Fevereiro de 2015 foi quando tudo começou, e meu ano iria ser apenas do que "mais um ano", e sim  mais uma realização de um sonho, pois uma tonelada de shows dos Backstreet Boys foram adicionadas a agenda do grupo que mais amo e admiro por toda a minha vida.

Foto por: Patrícia Visconti
Cada mês que passava, a ansiedade só aumentava, parecendo que aquele era meu primeiro show dos rapazes, me sentia uma menina de 12 anos idade.

Os meses foram passando, assim como os dias e as horas também, e o grande dia se aproximava. Junho chegou, e com ele o entusiasmo aumentou, cada post no Facebook oficial dos meninos, cada tuíte, cada foto no Instagram que eles publicavam fazia minha adrenalina subir ao céu, a alegria e a empolgação eram inevitáveis, qualquer um poderia ver, bastava olhar no brilho dos meus olhos.

Era uma acontecimento único para mim, já que não costumo ir em muitos shows e tampouco sou fã de qualquer bandinha que aparece, apenas a elite do pop me agrada, e os Backstreet Boys demonstram essa divindade a cada performance, single, videoclipe e álbum lançado.

Foto por: Patrícia Visconti
O dia chegou, na verdade ele se prorrogou com a madrugada, já que a ansiedade era tanta que nem consegui dormir. Quando amanheceu, estava frio e chovendo, coisa rara de acontecer em show de BSB, já que nas outras três vezes que eles vieram o tempo era de sol e céu azul, mas mesmo o clima típico paulistano, o momento era radiante.

Neste ano além do ingresso, comprei o VIP, mas aquele que dá direito apenas a passagem de som - afinal, sou uma mera jornalista freelancer, não tenho tanta grana para ir ao encontro deles sem me programar -, quando entrei horas antes da fila geral, meu coração começou pulsar descompassado, tremia incontrolavelmente, agora era questão de horas para ver os BSB em São Paulo mais um vez.

Fizemos o credenciamento, pegamos as lâminas do crachá. Estava tudo lindo e perfeito! As meninas que estavam comigo, também radiavam de alegria, a maioria foi no Bronze, mas outras foram no Silver, Gold e Platinum. 

Eu estava felicíssima por estar ali, desde que as filas respectivas dos crachás começam a entrar, primeiro o Platinum, depois o Gold, Silver e por fim, o Bronze. Quando vi o palco, comecei a chorar de tanta emoção, era algo mais forte do que eu, inexplicável.

Quando eles apareceram no palco, tomei até um susto, o primeiro a subir foi o AJ! Todos sempre carismáticos, atenciosos e fofos, fizeram uma festa para o público presente. 

Foto por: Patrícia Visconti
Umas colegas e eu resolvemos presenteá-los com bonés de times paulistas, cada time para um BSB, e eles receberam o agrado graças a Fernanda Patucci, ou melhor a Fer Mclean, que estava colada no palco e entregou para eles. De princípio eles não entenderam muito bem, mas vestiram o boné.

Foi tudo incrível, eles cantaram "Sugar", do Maroon 5, "10.000 Promisses" e "Undone", respectivamente dos discos, Backstreet's Back e This is Us. 

Passou tão rápido, mas tão inesquecível, que posso lembrar apenas fechando meus olhos. Mas, o ápice da noite ainda estava por vir, com uma GRANDE apresentação - a primeira de três, que eles fizeram em São Paulo - estavam por vir, e minhas lágrimas já haviam secado todas. Até, o show começar, onde não me contive e desabei em lágrimas.

Foto por: Patrícia Visconti
Eles sempre fofos, cantaram e encantaram naquela noite, brincaram e mexeram com todas a quase 10 mil fãs que estavam no Citibank Hall na sexta-feira passado, dia 12, Dia dos Namorados no Brasil, e todas estavam lá comemorando com seus eternos amores da adolescência, revivendo e voltando no tempo, como o Nick mesmo disse para fazermos. Um momento mágico e ímpar, que ficará para sempre na minha memória.

O Brian com aquele jeitinho de moleque, me contagiou e fez eu olhar para ele com outros os olhares um pouco mais quente, o Howie, até então o "renegado" do grupo, foi o que mais surpreendeu, e esbanjou sensualidade e carisma, acenando, piscando e mandando beijos para o pessoal que estava em toda a frente do palco, o AJ, com seu gente sexy de aparecer, fez meu coração disparar, principalmente quando ele desceu em frente a galera do PIT e caminhou até a lateral da pista premium, e pude olhar fixamente seus olhos e me apaixonar por tamanha beleza, Nick, meu favorito desde sempre, fazia minhas pernas bambearem e meu coração bater desmedido, fazendo perder o ar apenas com seu olhar, já a grande surpresa desta turnê foi o retorno de Kevin a banda, onde causou histeria total na galera presente. Lindo, lindo e lindo, Kevin parece um príncipe, sempre cavalheiro atendeu o pedido de todos presentes, e mostrou que voltou para ficar.

Foto por: Patrícia Visconti
Os BSB tocaram os hits dos maiores sucessos da banda, além das músicas do novo álbum "In a World Like This", lançado em julho de 2013, sem muito efeitos de luzes e coreografias, eles foram apenas os BACKSTREET BOYS mostrando o que sabem de melhor, fazer música e encantar o público com suas lindas e magnificas vozes, além de suas belezas incontestáveis.

Um grupo que da orgulho dizer que é fã, e que mesmo passado mais de 20 anos, eles continuam os mesmos meninos da rua de trás, amorosos e afetuosos com todos que o seguem, entregando-se de coração a cada canção. Teve até homenagem ao Corinthians durante o show, quando o Brian apareceu com a camisa do time mais popular de São Paulo presenteado por uma fã durante o Meet & Greet.

Foto por: Priscila Visconti
Porém, quando achei que estava perfeito apenas ir ao show, resolvi passar pelo hotel onde eles estavam, encontrei com a Daniele Alves, ou melhor, a Dani Mclean  e a Daniela Aragão, a Dani D., além de outras garotas que lá estavam na porta, e lá ficamos até esperar alguém descer ou passar. Ficamos por lá por horas e horas, e nada de ninguém aparecer, eles foram dormir tarde, então acordaram já era quase hora do almoço, todavia eles só saíram para almoçar por volta das 15h.

Nick e Kevin saíram a pé, não queriam que ninguém os seguissem, e se os presentes lá fizessem isso, eles falariam com os fãs na porta do hotel quando regressassem, mas não foi isso que aconteceu, pois um grupo desceu sozinho, e abordou Kevin saindo do restaurante, e depois permaneceram seguindo-o, então ele entrou num táxi e subiu a Rua Augusta, indo direto para o hotel, já Nick, fez o mesmo pedido, e também não foi ouvido, então quando ele regressou, não falou com ninguém, e ainda para piorar, um outro grupo de fãs saíram desesperadas gritando e correndo atrás dele, alguns fãs foram cientes e apenas o gravaram sem intervir em seu caminho, porém nem todos são conscientes de que ele também é um ser humano, e não apenas um popstar. Mesmo assim, ele ainda foi um fofo, com seu sorriso de canto de boca e sua carinha de safado, se fazendo de sério, fez meu coração derreter de amores - mais do que já o amo. Um flagra inesquecível de Nick sorrindo com aquela carinha de safado e maravilhoso, que nem lembrei de câmera ou celular na hora, mas que guardarei nas minhas recordações mais íntimas e sinceras, mesmo sendo apenas alguns segundos, foi inesquecível.

Mas, como o fim de semana não havia terminado, pois ainda faltava mais um show para completar a saga Backstreet por São Paulo.

No domingo, último dos garotos pela cidade, não me contive e comprei também, mas dessa vez, fui na pista comum, apenas para curtir mais um pouquinho dos BSB por aqui.

Foto por: Patrícia Visconti
Assim como na sexta, o concerto foi memorável, excepcional, a galera cantou e gritou muito, a pedido dos próprios BSB, cada canção que eles cantavam meu coração apertava, pois sabia que quando chegasse o final, eles iriam embora, por isso aproveitei cada milésimo de segundo, cantei e gritei até perder a voz, foi épico, extraordinário e incrivelmente perfeito, passar um fim de semana inteiro aproveitando ao máximo da sua banda favorita, curtindo e me deleitando de ídolos que são reais, e fazem tudo por aqueles que os acompanham e o seguem por toda a vida, respeitando e prestigiando aquela festa de emoções e sensações, que apenas sentimos o mesmo, por quem realmente é fidedigno ao seus sentimentos.

E por isso, sou imensamente grata por pertencer ao exército dos Backstreet Boys e sempre manter o orgulho deles vivo dentro do meu coração.

Agora, é juntar dinheiro e esperar por regresso dos meninos ao Brasil, já que eles prometeram que voltarão na próxima turnê para cá para a alegria de todos.

BSB, obrigada por tudo!
#KTSBPA

Nicka Carter

2 comentários:

Magui disse...

Patrícia, eu sou a doida que deu a camisa do Corinthians para o Brian no meet (estava de Gold). Só espero que ele tenha recebido o boné do Corinthians também!!!!!rsrsrsrsrssrs

De sábado para domingo me hospedei no hotel e no café da manhã de domingo fui trollada pelo Brian. Segunda voltei lá só para o café da manhã e consegui ver o Nick e tirar foto com Howie... Como você disse, foi épico! Abracei meus ídolos (principalmente o Brian, que foi extremamente fofo comigo no meet), vi meu Brian cantar com a camisa do time pelo qual sou fanática e, ainda que o hotel não tenha rendido tanto contato com eles quanto eu gostaria, serviu para eu passar um final de semana agradável com o meu namorado e conhecer outras fãs dos boys.

Agora eu pergunto: como seguir a vida depois disso???

Bateu uma deprê...

Cαмiℓiинα® disse...

na sexta eles tocaram undone??????
não acredito

vou me matar cara!

eu amo essa musica

Se não sabe, joga ai embaixo;