terça-feira, janeiro 06, 2015

As tarifas sobem e a credibilidade no prefeito caí


O senhor prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, faz uma para agradar e duas para desagradar. A ideia da vez todos já devem ter percebido ao pegar os ônibus nesta terça-feira (6), quando os valores subiram 50 centavos.

Mas, será que o povo curtiu esse aumento? Afinal, em junho de 2013 a população foi às ruas por causa dos 20 centavos que o antigo prefeito sugeriu para as passagens, e Haddad foi eleito alegando e ganhando a popularidade da comunidade.

Porém, todo BEM tem dois lados, e toda essa popularidade benéfica do atual prefeito acabou sendo freada após o presente de Natal que ele concedeu à população.

Primeiro (em novembro/ 2014) ele anuncia que as tarifas de ônibus continuaria a mesma em 2015, depois vem com o Passe Livre estudantil, onde a prefeitura arcaria a passagem para os estudantes de baixa renda. Mas, como já diz o ditado, nada vem de graça, e mais cedo e mais tarde essa "taxa livre" se remeteria numa aumento abusivo das passagens de ônibus, porém segundo a prefeitura este aumento é uma meta “abaixo da inflação”.

E para piorar a situação, o governador Geraldo Alckmin afirmou que as passagens do Metrô e da CPTM devem subir junto, ou seja, para quem pega ônibus e metrô ou trem, a tarifa passaria para R$ 5,45.

O prefeito disse, e as grandes mídias frisaram que apenas 8% da população pagaria esse valor estipulado, todavia não é isso que diz a SPTrans. Já que pelo menos 51,2% dos usuários pagantes sofreram o impacto deste aumento, beneficiando apenas 1,4% dos beneficiários dos transportes públicos.

Enquanto a tal "tarifa zero", não é tão ZERO assim, dado que a cota mensal apenas da o direito de 48 passagens, o suficiente para ir e voltar da escola, sendo que as outras viagens devem ser pagar a parte pelos estudantes, impossibilitando-os de desbravar e conhecer outros lados da cidade, além de museus, teatros e atividades extra-curriculares. Então, a "tarifa zero" pode até sair mais caro o que tarifa anterior.

Então, senhor Haddad não vem ludibriar o povo com ações "populistas" e "manipuladoras", alegando de que é positivo para a sociedade, enquanto você dá o bote com outra cacetada por trás, porque o povo cansou de ser trouxa, e está mais vivo do que qualquer um possa imaginar. Já do doutor Alckmin, nem digo nada, pois se começar a dizer, serão por anos e anos entalados engolindo o mesma balela de que ele faz tudo pelo a população. 

Nenhum comentário:

Se não sabe, joga ai embaixo;