quinta-feira, novembro 13, 2014

Prisioneira da própria vida


Quero gritar, 
mas algo me faz silenciar.

Quero fugir, 
mas as correntes imaginárias me prendem aqui.
Não aguento mais essa vida, 
fazer tudo para todos, e levar pedradas pelos outros.

Não sei até quando vou aguentar isso, 
minha alma já está no suplicio.

Apenas quero ser feliz, e viver minha vida
como ela condiz!

xoxo

Nenhum comentário:

Se não sabe, joga ai embaixo;