sexta-feira, junho 06, 2014

Poeta cordelista está desaparecido a 8 dias na Paraíba


Na última sexta-feira (30), o poeta Manoel Monteiro, 77, desapareceu após sair de casa em Campina Grande, Paraíba, para ir à gráfica para fazer um pagamento. Segundo a filha do poeta, ele pegou um um ônibus alternativo na rodoviária, e foi deixado em frente a TIP, no Recife.

A filha dele, Maria Luiza Monteiro, que mora na Bahia disse que o poeta após ir à gráfica, e voltou para a van e pediu para que o motorista o levasse para Recife, mas que ele não precisava ficar com ele, pois iria resolver um assunto, mas já regressava para a Paraíba. 

A preocupação maior desta família é porque além da idade já avançada, ele não levou seus medicamentos, e Monteiro sofre de diabetes e tem problemas cardíacos.

O poeta já escreveu mais de 200 livretos, todos publicados, além de que, ele ocupa a 28ª cadeira na Academia Brasileira de Literatura de Cordel (ABCL), e é considerado o criador no novo Cordel. Seu estilo propõe associações do rigor métrico e estético, ou como ele mesmo intitula, ele faz comentários mais ousados sobre fatos atuais. 

Portanto, aos que tiverem alguma informação sobre o cordelista, poderão ligar para a filha do poeta, Kátia Monteiro, nos telefones descritos abaixo e também o perfil do poeta no Facebook:
Telefone: (83) 8859-5552 | (81) 9691-3604 


É isso aí, esperamos que o poeta seja encontrado quanto antes!

Um comentário:

dayana araujo disse...

Caramba! Muito triste isso.Espero que a família possa encontrá-lo.

Um grande artista!

Se não sabe, joga ai embaixo;