sexta-feira, março 28, 2014

Reinventado o HINO NACIONAL aos tempos atuais


Todos de pé, para a execução do hino nacional...

Ouviram o funk sujo lá no morro, 
de um povo marginal e descriminalizado.

Um dia a elite ouviu, 
e roubou;
Rotulando e ridicularizando-o.

Ó gente fútil,
alienada,
Salve, salve!

Brasil uma terra de sonhos, 
e bobeiras.
Que transforma o ouro
em grande merda.
O fútil torna útil, 
e a grande ideia, vira inútil.

Ó povo oco,
povo bobo, 
igual ao ovo.

Brasil, ó terra bela,
mas sem trela.
Onde cada um é mais esperto.

Jumento é aquele que tira, 
proveito da bondade da irmandade.

Terra de ninguém, 
Venha quem vier, 
essa é a pátria amada, 
BRASIL!

Desenho por: Patrícia Visconti

Nenhum comentário:

Se não sabe, joga ai embaixo;