sexta-feira, março 28, 2014

A culpa não é das mulheres!


A nova moda que anda pipocando nos veículos de comunicação, e causando danos morais irreversíveis nos transportes públicos, são os assédios sexuais ocasionado pelas roupas, jeitos e maneiras das mulheres se portar nas ruas das cidades brasileiras.

Vários homens foram presos nos veículos públicos de São Paulo e outras capitais do Brasil, por assediar ou insinuar  ofensivas pejorativas à mulheres que apenas transitava por um espaço pequeno e de difícil locomoção. E ainda, julgam de que as mulheres são culpadas, pois provocam seus desejos libido.
Mas, como um roupa ou uma atitude, pode ofertar algo? Além de, desde quando isso interfere na vida social feminina?

Pelo que sei, as suas roupas, maneira de se divertir e agir, não faz ninguém "vadia", que está "aberta" para que qualquer homem passe a mão ou abuse de seu direito de ir e vir. Afinal, as mulheres já passaram por diversas censuras sociais para dar atenção aos ouvidos medíocres que só pensam com o pênis e não vê que isso afeta mais do que apenas seu prazer.

Somos donas do nosso próprio corpo, usamos e abusamos dele como bem queremos, assim como com quem saímos ou deixamos de sair.

Vivemos no século 21, e não na Idade Média, onde as mulheres mal podiam escolher com quem iriam se casar.

Evoluímos, crescemos e queremos ser tratadas como um ser humano, e não apenas como um objeto libidinoso de seres que não sabem a diferença de amar e abusar, e não pensam antes de agir, sendo ofensivos e inconscientes em suas atitudes.

Não se esqueça que sua mãe é mulher, e com certeza você não gostaria de ver ninguém a encochando, sendo puxada ou receber "cantadas" pejorativas e ofensivas a atenção de qualquer um.

Abra a mente, pense diferente e veja que uma mulher quer apenas respeito e dedicação, e não afronta e subordinação.



Nenhum comentário:

Se não sabe, joga ai embaixo;