terça-feira, outubro 29, 2013

Manifestantes tocam o terror no Jardim Brasil e regiões


Nesta segunda-feira (28) ativistas protestaram contra a morte do garoto Douglas Rodrigues, 17, que foi morto pela polícia em frente à sua casa, na região da Vila Medeiros, durante uma festa de entre amigos e a familiares.

Tudo começou no domingo a tarde dia 27 de outubro, quando um vizinho, fez uma denúncia aos
policiais devido ao barulho, então quando a viatura chegou, o policial  já foi para cima do adolescente e deu um tiro diretamente em direção ao seu coração, Douglas chegou a ir ao hospital, mas não resistiu e faleceu na mesma noite.

Na tarde desta segunda-feira, começou as manifestações pela região do Jaçanã, Edu Chaves, Jardim Brasil, Vila Sabrina e outras regiões próximas, chegando a invadir o Terminal de Cargas da Fernão Dias, na pista sul (sentindo São Paulo) e a na pista norte (sentindo Belo Horizonte).

Eram cerca de 500 protestantes, que queiram ônibus e alguns veículos, as lojas próxima a região foram saqueadas e até um pedestre que andava próximo ao protesto, foi atingido por uma bala disparada pelos próprios manifestantes e perto das 22 horas, quando tudo parecia calmo, os manifestantes voltaram para a via e incendiaram um carro na rodovia Fernão Dias.

Os policiais chegaram a rodovia Fernão Dias para conter a ação dos manifestantes cerca de 20 minutos após o início do protesto. Os manifestantes foram dispersados por volta das 19h30.  Na ocasião, o secretário de Segurança Pública de São Paulo, Fernando Grella, chegou a entrar em contato com o Ministério da Justiça para propor uma ação conjunta, já que se tratava de uma via federal.

Nenhum comentário:

Se não sabe, joga ai embaixo;