quarta-feira, outubro 02, 2013

A releitura entre o homem e a máquina na peça “Máquina de Escrever Reticências”, no Teatro Alfredo Mesquita


Essa vai para quem curte uma boa releitura entre o homem e máquina, com uma discussão a dependência social da tecnologia que promove interatividade e velocidade da informatização no cotidiano.

A Cia. de Teatro em Quadrinhos procura fazer um recorte das relações permitidas pela era digital na atualidade. Cena a cena, é possível verificar a mudança de valores nas relações interpessoais, um dos grandes problemas do nosso tempo, que se baseia na sensibilidade perdida em decorrência da distância que adquirimos com a utilização destas ferramentas.

Sob a direção de Beth Lopes, a história é encenada em um ambiente de trabalho, onde os funcionários se deparam com a perda de uma amiga. Partindo deste ponto, aos poucos os personagens percebem que a ausência física dela não impede que suas conexões no mundo virtual estejam presentes, fato que fica em maior evidência quando seus amigos precisam de uma informação que somente ela obtinha. 

Sinopse
No ambiente de trabalho, a notícia é recebida entre textos digitados e frases esparsas. Alguém morre e deixa apenas uma cadeira vazia. Ou deixaria também lembranças? Inventadas ou não, tornam-se memórias e novas narrativas; preenchendo a cadeira e a sala de sentimentalidades causadas por esse desaparecimento abrupto.

Os funcionários que ficaram têm a urgência de finalizar a tarefa que lhes foi passada: descobrir (ou inventar) a Teoria Universal do Afeto. Para completá-la, precisam entrar no computador da personagem morta, porém descobrem que ela mudou a senha. Entre buscas e reticências, será preciso enfrentar a resistência de um dos funcionários e um vírus iminente.

Imagens: Murillo Basso
Edição: Patricia Giufrida
Trilha sonora: Thiago Nassif
"Máquina de Escrever Reticências
De João Dias Turchi, autor do Núcleo de Dramaturgia SESI – British Council
Elenco formado por atores do Núcleo Experimental de Artes Cênicas
Direção de Beth Lopes

Para mais informações veja a fanpage da peça AQUI;

Assista o trailer do espetáculo "Máquina de escrever Reticências":



Este espetáculo "Máquina de Escrever Reticências" apresenta a radical transformação cultural trazida pelos avanços tecnológicos em nossa era digital. A abertura deste espaço de comunicação traz relações inimagináveis por meio das redes digitais, ideal para esta nova fase tecnológica, em que a interação entre o homem e a máquina andam juntas, compreendendo o sentido da amizade entre essa interação social.

Serviço
Teatro Alfredo Mesquita
Endereço: Av. Santos Dumont, 1.770, Santana, Zona Norte
Telefone: (11) 2221-3657
Data: 6/9 a 13/10 (6ª e sáb., 21h. Dom)
Horas: 19h
Valor: R$ 10 reais (O estacionamento é gratis e o preço é $10,00)


Por Priscila Visconti (Se sentindo orgulhosa, por receber uma pauta de uma ex-professora faculdade, a Profa Vanderlí)

Nenhum comentário:

Se não sabe, joga ai embaixo;