quinta-feira, março 20, 2008

Parabéns ao Iraque


A cinco anos atrás, em Março de 2003, os Estados Unidos invadia a Iraque, para tirar acabar com o líder da época, o ditador Saddam Hussein, quem se lembra dele?
Hoje em 2008, grandes veículos de comunicação, lembraram desse dia, que foi um 'boom' para todos, principalmente para quem nunca tinha vista uma guerra tão próximo, mas tudo isso começou só por intriguinhas do atual presidente na época, Bush, que suspeitou de armas de destruição de massa e também do petróleo iraquiano, mas isso, tem outro nome, guerra de gerações, pois no começo dos anos 90, se pai o também Bush, fez a guerra do golfo, pelo mesmo motivo que seu filho fez está em 2003 (O famílinha hein... tal pai, tal filho, ai que ódio dessa Bush family).
Nesta guerra do Iraque, Bush fez uma seleção grandiosa, chamando jovens universitários, recém - casados, filhos único, todos os homens das famílias estadunidenses, falando da melhoria que eles poderiam ter entrando para o exército, que quando eles voltassem, eles teriam dinheiro, prestigio, até fama entre as garotas, daí então os garotos foram, mas quem disse, que muitos voltaram?!
Muitos jovens estão lá no Iraque, os que não estão mutilados ou até mortos, ficam fazendo vítimas do povo iraquiano, humilhando, esse povo que nunca teve paz em seu país, pois antes, tinha seu ditador que não deixava eles fazerem nada, depois chegou os Estados Unidos e só faz mals tratos à eles.
O presidente norte - americano, já disse em um depoimento a imprensa, que os jovens tão bens lá no Iraque. (Olha que sem coração) Por isso, que ele só pode ir a terras iraquianas, por quatro horas e ainda com segurança bem reforçada, pois se não, ele é linchado, pelo povo e também por alguns soldados do EUA.
Bom, a única coisa que temos que falar é, até onde está guerra vai chegar? Pois isso já está passando do limite, os Estados Unidos, já tiraram o Saddam Hussein, do poder, o que mais eles querem? O poder do Mundo? Por favor né?!

Priscila Visconti

Nenhum comentário:

Se não sabe, joga ai embaixo;