segunda-feira, setembro 03, 2007

JOVENS DE CLASSE MÉDIA FAZEM VANDALISMO LONGE DE AUTORIDADES



A educação no Brasil, principalmente nas grandes metrópoles, como São Paulo deixa muito a desejar, pois com a pouca a atenção que os pais dão aos seus filhos os jovens acabam se educar na rua, com seus colegas. A educação que há nas ruas nem sempre é correta, e sim é preciso discernimento, saber o que é certo ou errado, como agir. Isso se deve também a índole de cada individuo e o valor que se dá a vida e ao próximo.
Na terça feira dia 23 de Agosto, jovens de classe média, que estavam voltando do trabalho, entraram no metrô gritando, sujando e pixando as paredes, mas nesse meio, havia mulheres também e elas são iguais ou até pior que os muitos homens.
Uma das garotas rabiscou no vidro do metrô, falou palavrões pesados e ainda ficou gritando e sujando no interior do trem.
Isso não se aprende na escola, pois não adianta a pessoa ter uma ótima educação, mas assim que ela acaba a escola, esquece tudo e vira um vândalo da sociedade, mas também tem haver com o governo, pois ao invés de dar mais auxilio aos presidiários, eles deveriam investir em educação, pois deixa muito a desejar.Para acabar com esse vandalismo, os pais deveriam dar mais atenção aos seus filhos e encaminhar a uma faculdade, curso profissionalizante e os governantes deveriam, investir mais nas crianças, pois os atos de vandalismos são atitudes de delinqüentes, pois o papel da educação é formar cidadãos conscientes de seus direitos e também de seus deveres perante a sociedade e contribuir para a sua melhoria e transformação.


Priscila Visconti

Nenhum comentário:

Se não sabe, joga ai embaixo;