quarta-feira, julho 18, 2007

A burguesia tem sua vez, o povão tem que calar a boca e ouvir

A elite é a classe em que mais podemos observar pessoas fúteis, sem caráter e desumana, pois eles apenas olham para o próprio umbigo, mostrando a superioridade entre as classes mais baixas.
Os jovens ‘elitianos’ são os que mais demonstram isso, porque eles não se importam em humilhar as pessoas das classes inferiores a eles, pois o importante é ter o nível social, freqüentar os lugares burgueses, estudar nas melhores escolas e universidades, ir a Disney em sua adolescência, se você não for assim, então está às margens da sociedade.
Mas quando eles querem se sentir ‘povão’ eles vão para os bailes funks de bairros nobres e ficam achando que são da periferia, mas quando estão do lado de fora da casa para entrar e tem uns garotos pedindo ajuda, nem olham a eles, ainda vira para os ‘colegas’ e fala que tem que tomar cuidado com os trombadinhas, para não roubarem seus pertences.
Como pode acontecer isso, pessoas que se sentem do povo, mas quando há alguém que pedindo ajuda, eles ignoram, isto é a hipocrisia em pessoa que a sociedade não vê.
O caso recentemente é dos garotos no Rio de Janeiro que batem nos outros por diversão, o que aqueles seres pensam que são, Deus, só porque eles têm tudo que querem, estão cursando faculdade, devem ter feito inglês, judô, estudado em escolas renomadas, deve ter ido para Disney ou uma parte da Europa, entre outras coisas, porém o que eles gostam de mesmo de fazer é bater, humilhar, caçoar de pessoas que trabalham para poder sustentar suas casas, seus filhos e suas famílias, que não tiveram a sorte de nascer em berço de ouro como esses meninos.
Em São Paulo não estão diferentes as coisas, garotos que a sociedade os chamam de ‘Punks’, mais que na verdade não passam de playboys, que só por diversão, mataram um trabalhador que estava com alguns amigos em um bar em um bairro nobre da capital paulistana, os jovens que a maioria eram de menor, já chegaram derrubando tudo, querendo ser os donos do local.
Em que lugar vamos parar com tanta violência que vem da própria elite, que depois é dita que vem dos bairros pobres. Até quando a sociedade vai cobrir essas diversões da elite, que na verdade deveria se chamar ‘barracos da elite’, pois de elite a única coisa que tem é o dinheiro, mas isso é o de menos, porque o importante não é ter grana e sim ter caráter e uma boa índole.
Se for alguém de classe baixa, que rouba um remédio para seu filho doente vai preso na hora, porque um burguês que bate, humilha, rouba ou até mata, por diversão ninguém faz nada, se for à própria pessoa que sofrer pelas agressões ir dar a queixa sobre eles.
Mas desde anos é assim mesmo, quem tem grana é adorado pela sociedade, agora quem não tem, um abraço, pois para eles seu lugar é ficar a margem da sociedade.

A sociedade em que vivemos não passa de uma hipocrisia!

Créditos: Priscila Visconti

Nenhum comentário:

Se não sabe, joga ai embaixo;