quarta-feira, julho 06, 2011

"De saco vazio a saco furado"

Como todos sabemos a educação no Brasil vai de mal a pior. Um exemplo concreto que podemos citar, são os estudantes de Direito que se formam e não conseguem, nem mesmo passar no exame da OAB, o que dirá de se tornarem advogados. Mesmo prestando cursinhos e mais cursinhos após finalizarem a graduação, mas ainda sim não é o suficiente.
Esse caso não está ocorrendo somente entre os bacharelandos de Direito, mas sim em diversas outras áreas, como Medicina, Letras, Jornalismo ...
Bem, estágio nem falo nada, já que muitos estudantes não buscam nem para voluntários, muitos menos para ganhar menos de R$ 1.000,00, acreditando que estagiário já tem que entrar ganhando $2 mil reais por mês, mas não se aplicam a aprender e lapidar os ensinamentos dados em sala de aula. Mas o que eles não sabem é que no Brasil, não existe estágio que ganhe menos de $1.000 reais e que sem uma bagagem cultural absorvida durante a faculdade, não há choros e lamentos no último ano que fará você entrar na área que você na sua área de atuação. Porém, essa não é a nossa pauta de discussão, pois a questão é o ensino brasileiro de hoje.
O ensino no Brasil está essa zona pela maneira de como é aplicado, enquanto os estudantes ainda estão no Ensino Médio, onde ninguém se interessa com nada e todo mundo acaba passando de ano, sem nem mesmo saber resenhar uma interpretação dada em aula, então ao se formar essas pessoas ingressam nas faculdades, que visam quantidade e pouquíssima qualidade, levando os estudos com a barriga e não absorvendo NADA que é aplicado, assim quando chegam no último ano, os estudantes não tem nem experiência e nem conhecimento sobre sua profissão.
Dificultando sua entrada na área de atuação, já que são poucos que saem das universidades com um projeto de carreira e um pouco de experiência, adquirida voluntariamente nas oficinas experimentais, que toda escola (universidade) oferece aos seus alu
nos. Mas mesmo assim, muitos profissionais não valorizam novas ideias.
Acredito que, por medo de por uma pessoa que mal sabe administrar sua vida pessoal, quanto mais prosperar com suas próprias ideias, sem obter um "padrinho" para conquistar a vaga, então alguns gerentes não buscam essas novas projeções no mercado, que por outro lado é muito chato, pois por causa de uma grande maioria de encostados, a minoria acaba sofrendo pelas consequências.
Todavia, estamos vivendo em uma sociedade hipócrita para aceitar novas ideias e conviver com novos costumes, há muitos que preferem chorar para conseguir, do que se aplicar para aprender. Mas um dia a sociedade irá aprender a valorizar aqueles que ainda estão as margens dela, e não só dar valor depois que perder.
Por hoje é só... e até a próxima pessoal.
Beijinhos

Um comentário:

Foto & Poesia disse...

O ensino não mesmo de primeira, mas grande parte é culpa nossa, que levamos a faculdade como festa. Mas você tem que concordar que as empresas querem estagiários com 19 anos, inglês e espanhol com photo shop corel com nao sei quanto tempo de esperiencia... Ai não da neh

Se não sabe, joga ai embaixo;